14.8.09

Light Café - Especial Aniversário Banda In Pacto

10.8.09

Ser ou não ser, eis a questão!

Escolhi SER porque a vida é mais que ter,
Pois posso ter muito e nada SER!
SER! É ser eleito, é ser destemido,
É não ficar na bancada,
Mas brilhar na caminhada.
SER! É saber viver é ter prazer,
sem ter nada a temer!
É por vezes NÃO ---- saber dizer,
É lutar contra a maré,
hás vezes sem ter pé
É andar pela fé!
SER é com JESUS viver
E saber que ELE controla o meu viver
Serei o que viver, serei o que crer,
Por isso o meu SER a TI vai sempre pertencer!

Ser ou não ser?

Todos nós já ouvimos a célebre expressão de Shakespeare: “Ser ou não ser – eis a questão!” Ao ler a história aprendi que o herói de Shakespeare, Hamlet era um príncipe melancólico que soube que o seu tio matou seu pai e casou com sua mãe para poder possuir o trono da Dinamarca. O horror que ele sentiu foi tão perturbador que ele pensou em suicídio. A questão para ele era: “ser” (continuar a viver) ou “não ser” (desistir da vida ao ponto de pensar em suicídio).
Hoje precisamos de tomar uma atitude que passa exactamente por isto “ser ou não ser”.
Hoje em dia as pessoas perguntam mais “ter ou não ter”, porque baseiam a sua vida no dinheiro, nos bens materiais e numa boa condição física. Quando isto acontece, o “ser” é subjectivo, por isso é que muitas pessoas vivem frustradas porque são pobres, por isso é que muitas pessoas desistem da vida porque têm pouco.
Tenho como objectivo definir o que devemos ser e como devemos ser.

1. O que significa SER?

Muitas vezes ouvimos esta expressão: “esforça-te para seres alguém na vida”. Esta expressão pode parecer errada, visto que todas as pessoas são alguma coisa, umas más outras boas, contudo a expressão SER, têm que ver com uma fórmula de vida que visa o sucesso da pessoa humana.
Esta expressão é usada por Deus, significando a sua essência.
Quando Deus se revelou a Moisés Ele lhe disse o seguinte: “Eu sou o que sou”, Deus disse estas palavras enfatizando os seus atributos inigualáveis, um ser supremo, um ser eterno como não há outro.
Nos evangelhos encontramos Jesus utilizando as mesmas expressões… Eu sou o caminho, Eu sou o pão da vida.
Nesta perspectiva verificamos que o “SER” neste contexto tem que ver que com a características ou atributos bons.
Hoje gostaria de vos comunicar a fórmula certa para “SER”


2. Precisamos tal com Jesus “SER” luz neste mundo

Jo 8.12 “Eu sou a luz do mundo”

Mat 5:14 Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte;

Entendemos então que estamos nesta terra para brilhar em relação aos outros, para nos destacarmos em relação aos outros vivendo uma vida superior.

2.1. Mas como podemos brilhar nesta sociedade?

Na verdade esta sociedade tem critérios contrários aos de Deus. Mas aprendemos na palavra de Deus como brilharmos neste mundo perdido.

Col. 3:12 Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de coração compassivo, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade,
Col. 3:13 Suportando-vos e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como o Senhor vos perdoou, assim fazei vós também.
Col. 3:14 E, sobre tudo isto, revesti-vos do amor, que é o vínculo da perfeição.
Col. 3:15 E a paz de Cristo, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos.

a) Vivendo acima das circunstancias

Não podemos viver em função das circunstâncias: Está tudo bem, está alegre, está tudo mal está triste.
Nós não, nós vivemos acima das circunstâncias da vida, num patamar acima vida abundante é viver acima das circunstâncias.
Muitas pessoas suicidam-se – porque deixaram de ter dinheiro, (não tem haver com conformismo ou acomodação).
Se temos dinheiro somos fiéis e damos glória a Deus se não temos procedemos da mesma forma. Não vivemos em função do ter.

Fil 4:12 Sei passar falta, e sei também ter abundância; em toda maneira e em todas as coisas estou experimentado, tanto em ter fartura, como em passar fome; tanto em ter abundância, como em padecer necessidade.
Fil. 4:13 Posso todas as coisas naquele que me fortalece.

b) Os critérios cristãos são diferentes dos critérios do mundo.

Os critérios do mundo são: Interesse, egoísmo, justiça e vingança. (efeitos inveja…)

Interesse – Eu vou ser amigo daquela pessoa para poder ganhar muito dinheiro.
Egoísmo – Só pensa em si e não nos outros nem sequer é sensível à desgraça alheia.
Justiça – Aquela pessoa trata-me bem por isso vou passar a tratá-la bem.
Vingança – Aquela pessoa nem sabe com quem se meteu…

Nós os cristãos quando nos relacionamos é através da graça de Deus. Para “SERMOS”, precisamos: amar, perdoar e exercer misericórdia.
No mundo as pessoas vivem em função de “si mesmas”, nós devemos viver em função do Senhor e das outras pessoas.

a) Em função de Cristo

2 Co 5:15 e ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou.

b) Em função dos outros

1 Co 10:24 Ninguém busque o proveito próprio, antes cada um o de outrem.

Estamos na terra para brilhar como astros, para viver uma vida superior.
SER é como uma luz que brilha na escuridão e o nosso propósito é destacarmo-nos ou seja sair daquilo que é comum.

3. Precisamos SER obedientes à vontade de Deus

A vontade de Deus é caracterizada por 2 aspectos:

Vontade absoluta: céu, inferno, Israel vai reconhecer que Jesus como é Senhor.

Vontade relativa: Deus permite escrever a história. Escolhe se vai morar em Santarém ou em Lisboa. Se quer um Mazda ou Ford.

Existem 3 níveis na vontade de Deus

1. Geral: Para qualquer ser humano.1 Tim. 2:4 (Deus deseja que todos se salvem)

2. Restrita: Ef 5:17-18 (Para a Igreja) 1 Tess. 4:3

3. Particular: O que Deus quer para cada um de nós

Deus tinha um propósito para Isaías: A quem enviarei…
Qual o propósito de Deus para a sua vida?
Há pessoas que tem medo de fazer esta pergunta porque tem medo que Jesus o envie para África.
Mas o melhor lugar é estar no centro da vontade de Deus.
SER bem sucedido é estar no centro da vontade de Deus.

4. Para SERMOS precisamos não apenas parecermos, mas precisamos produzir coisas boas (João 15:16)

Joh 15:16 Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda.

a) Fazer o bem sem segundas intenções

Gal 6:9 E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido.

b) Devemos ser devedores do amor

Rom 13:8 A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei.

c) Pregar o Evangelho

Mar 16:15 E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura.

d) Ofertantes fiéis

Pro 3:9 Honra ao Senhor com os teus bens, e com as primícias de toda a tua renda;

e) Ajudar os mais fracos

Rom 15:1 Ora nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e nào agradar a nós mesmos.

f) Amar os nossos inimigos

Mat 5:44 Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem;

Conclusão

Fil. 2:5 De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus.

Precisamos tal com Jesus “SER” luz neste mundo, vivendo acima das circunstâncias, lutando contra a maré, sabendo que os nossos critérios são diferentes dos do mundo. Precisamos ser obedientes à vontade de Deus, produzindo bons frutos.